linux
network

Sistemas Operacionais de Código Aberto

Configuração de Rede no Linux

Configurando um IP para uma interface de rede

nmcli

As distribuições voltadas ao segmento enterprise, Red Hat Enterprise Linux, Ubuntu, SuSE e suas variações (Oracle Linux, CentOS, Alma Linux, Rocky Linux, etc), utilizam o programa nmcli para configurar as interfaces de rede. O nmcli também está disponível nas versões voltadas para comunidades, como Fedora, Debian e openSuSE.

Principais commandos do nmcli:

As configurações são armazenadas em diferentes arquivos, que dependem dos plugins disponíveis para o Networ Manager. Para ver em quais arquivos as configurações estão sendo armazendasa, utilize o comando nmcli -f NAME,DEVICE,FILENAME connection show

Ubuntu pré-22.04

As versões do Ubuntu anteriores à versão LTS 2022.04 utilizavam diversos meios para a configuração de rede. Na versão LTS 20.04, por exemplo, era utilizado o netplan.

Debian

O Debian utiliza diversos formatos de configuração de rede, dependendo dos pacotes instalados no seu sistema e da forma como você o configurou para funcionar. Em diferentes versões do Debian, diferentes formatos de configuração estão disponíveis.

Configurando a rota de uma interface de rede

O comando ip

O comando ip é uma espécie de canivete suíco para configuração de interfaces de rede no Linux. Com ele podemos gerenciar links, endereços, rotas, tuneis, regras de roteamento, e executar diversas outras ações relacionadas às interfaces de rede e o protocolo IP.

Depurar uma conexão de rede

tcpdump

O tcpdump é um analisador de pacotes de rede que funciona em linha de comando.

Veja mais em https://e-tinet.com/linux/tcpdump

Wireshark

O Wireshark é um analisador de protocolos de rede, permitindo que você tenha uma visão em nível microscópico do que está acontecendo na sua rede.

Configurando o hostname

Toda estação Linux possui um nome, que, idealmente, é único dentro de um domínio.

Quando acessamos um servidor, utilizando um browser, o primeiro campo da URL é o nome dessa máquina, junto ao seu domínio, chamamos esse nome de FQDN - Fully Qualified Domain Name. Por exemplo, uma máquina cujo nome é www, que está no domínio google.com, teria o FQDN www.google.com.

O comando hostname nos permite obter o hostname da máquina, seu domínio, seu FQDN, entre outras informações. Embora seja possível trocar o hostname utilizando esse comando, o ideal é que ele seja utilizado apenas para obter informações, e não alterar essas informações.

Para alterar o hostname da máquina (e o domínio) é melhor utilizar o comando hostnamectl.

Referências